LULA INOCENTE – Vigília se depara com forte aparato de repressão

Militantes do Comitê Lula Livre Porto Alegre, da CUT e outros movimentos ligados à Frente Brasil Popular RS, realizaram uma vigília nas proximidades do TRF4, nesta quarta, 27, das 9h às 13h. O grupo, reunindo em torno de 100 pessoas, foi surpreendido com o cercamento de todo em torno do tribunal e com um forte aparato policial de repressão, envolvendo o batalhão de choque da BM e o Exército.

A manifestação do grupo se deu através de cartazes e faixas estendidas à beira da avenida, sem qualquer interrupção de trânsito, sem uso sequer de carro de som. Mesmo assim, policiais militares tentaram limitar, ainda mais, as ações dos militantes. Para a organização da vigília, o Tribunal tem que responder pelos altos custos de um aparato montado sem a menor necessidade, uma vez que não havia qualquer chamada pública para uma grande mobilização, como a que ocorreu no julgamento do tríplex. “Viemos aqui para uma manifestação pacífica, em defesa da inocência do presidente Lula e nos deparamos com um cerco e um aparato policial gigantesco, de proporções absurdas, para um estado que diz sem recursos”, afirmou Claudir Nespolo, que é o atual secretário de Organização e Política Sindical da CUT/RS.

Comunicação FBP/RS – Foto: Marcus Perez/CUT-RS