Vereador do PT representa contra aumento da passagem em Bagé

O vereador Lelinho Nunes, do PT de Bagé, protocolou representação no Ministério Público da cidade, contra o aumento das passagens de ônibus. De acordo com o vereador, a renovação da concessão do transporte e a autorização do reajuste configuram ato de improbidade administrativa.

“Em 2018 a concessão do transporte coletivo foi prorrogada pelo Prefeito de Bagé com as Empresas sem nenhuma contrapartida em valores beneficiando o município, abrindo mão de receita, assim, desrespeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal”, explica Lelinho. No dia 18 de janeiro de 2019, foi assinado pelo Prefeito o Decreto Municipal aumentando o valor da passagem de onibus de R$3,05 a qual estava desde 2017 para R$3,65, um aumento de quase 20%. A inflação medida pelo Banco Central nos anos de 2017 e 2018 foi de 2,95% e 4,32%, o valor correto para o transporte ficaria na casa dos R$3,20 a R$3,25.

De acordo com o vereador, “não há fundamento legal para que o Prefeito de Bagé abra mão de receitas e, ao mesmo tempo, onere a população local com esse aumento abusivo, sendo quase três vezes superior à inflação dos últimos dois anos”.

Fonte: Mandato do vereador Lelinho